Uruguai realiza uma série de atividades em Educação Interprofissional

De 17 a 20 de junho de 2019, no âmbito do Plano de Ação de Educacional Interprofissional (EIP) de Uruguai, a Faculdade de Enfermagem (Fenf) da Universidade da República realizou uma série de atividades para avançar com a EIP nos cenários da universidade e serviços de saúde.

EIP em Programa de Educação Permanente

Do conjunto de atividades, um curso de educação permanente foi realizado no Centro de Pós-Graduação da Faculdade de Enfermagem. O curso de Educação Permanente foi denominado "Gestão de emoções no trabalho clínico interprofissional" e teve como objetivo “Desenvolver competências transversais para um trabalho efetivo em equipes interprofissionais".

Encontro e Conferência sobre EIP

Também foi realizado um encontro com a equipe pediátrica de cuidados paliativos do Hospital Pereira Rossell, que contou com a participação de alunos de diferentes carreiras da saúde (Enfermagem, Medicina, Psicologia). A atividade faz parte da experiência de uma disciplina eletiva onde foi possível trocar experiências para orientar estudantes e profissionais de saúde para uso da EIP.

Na mesma manhã, realizou-se uma conferência sobre EIP para as equipes de ensino e assistência de Pediatria e Neonatologia, que contou com a participação de professores e alunos.

Conversa sobre EIP

Para encerrar o ciclo de atividades de EIP, no dia 20 de junho realizou-se a "Conversa sobre planos e programas de Educação Interprofissional". O objetivo da discussão foi compartilhar experiências com os professores participantes, além de ressaltar a importância do trabalho interprofissional nas equipes, identificando os pontos fortes e os desafios que surgem para sua implementação.

EIP no Uruguai

As atividades do Plano de Uruguai fazem parte da promoção da EIP realizada pela Faculdade de Enfermagem da Universidade da República, através da Reitora Mercedes Perez, que em conjunto com os Ministérios da Saúde e da Educação e o escritório nacional da OPAS são responsáveis pela tema no país.

  Nos dias 3 e 4 de dezembro de 2018, foi realizado o primeiro Encontro de Educação Interprofissional em Saúde. A atividade teve como objetivo sensibilizar e formar professores, estudantes e profissionais em EIP, assim como identificar e valorizar experiências anteriores de Educação e trabalho interprofissional na Universidade da República (Udelar) e gerar novas propostas.

Para o próximo ano, Uruguai propõe realizar outro evento através de um espaço interprofissional, onde será possível avaliar o processo de implementação da EIP e a possibilidade de criação de uma rede nacional.

O país tem como meta ter suas equipes de saúde que incorporem a abordagem do trabalho interprofissional.

OPAS e o tema da Educação Interprofissional em Saúde

Atualmente há dezenove países da região das Américas com  planos de ação para implementar a EIP em saúde para o período de 2018-2019. Os planos propõem um trabalho conjunto entre os ministérios da saúde, ministérios da educação, instituições acadêmicas y associações profissionais. A meta é ampliar o número de países com planos tendo o enfoque na região do Caribe.

Esta iniciativa é o resultado do acordo estabelecido entre a OPAS / OMS e os países participantes da segunda reunião técnica regional sobre Educação Interprofissional em Saúde, "Melhorar a capacidade de recursos humanos para alcançar a saúde universal", co-organizada pela OPAS / OMS e pelo Ministério da Saúde do Brasil, realizada em Brasília, Brasil, de 5 a 6 de dezembro de 2017.