Uruguai realiza primeira conferência sobre educação interprofissional em saúde

Nos dias 3 e 4 de dezembro de 2018 Uruguai realizou a Primeira Conferência sobre Educação Interprofissional em Saúde. O evento teve como objetivos sensibilizar e capacitar professores, estudantes e profissionais no tema da Educação Interprofissional em Saúde (EIP), também identificar e valorizar experiências prévias de EIP e trabalho interprofissional realizadas pela Universidade da República (Udelar), assim como elaborar novas propostas sobre EIP.

Na conferência estiveram presentes estudantes, professores e graduados da Faculdade de Enfermagem e de outras profissões como: odontologia, nutrição, ciências sociais, faculdade de tecnologia médica, entre outros. A atividade contou com convidados nacionais e expositores estrangeiros.

A mesa de abertura foi integrada por Estela Harispe, representante do setor de Administração Estatal dos Serviços de Saúde (ASSE), Dr. Giovanni Escalante, representante da Organização Pan-Americana da Saúde OPAS/OMS Uruguai, e da Especialista Mercedes Pérez, reitora da Faculdade de Enfermagem da Universidade da República (Udelar).

Dr. Escalante, destacou a participação dos estudantes como atores fundamentais no desenvolvimento social em saúde e ressaltou a importância dos recursos humanos em saúde, como sendo o "coração dos sistemas de saúde" comprometidos e motivados, sendo parte fundamental para transformar o sistema de saúde.

Na ocasião, convidados internacionais como Dr. John Gilbert, da Universidade de Dalhousie, Canadá,  Dra. Eva Icarán, da Universidade Européia de Madri, e José Rodrigues, Consultor da Unidade de Recursos Humanos em Saúde da OPAS, também estiveram presentes no evento.

O consultor da OPAS, José Rodrigues, falou sobre a importância da EIP como modelo educacional e estratégia pedagógica, que envolve alunos e profissionais que “aprendem juntos". Afirmou sobre a necessidade de se investir em modelos inovadores para melhorar a qualidade da atenção à saúde. Dra. Eva Icarán abordou a EIP como "atividades conjuntas em que estudantes de diferentes áreas da saúde interagem e trabalham com competências-chave para a prática da EIP, como comunicação, negociação e reconhecimento de seu papel".

A Reitora Mercedes Perez, também designada pelo Ministério da Saúde do Uruguai para acompanhar o tema da EIP no país, falou sobre o projeto EIP – Uruguai e como tem trabalhado na criação de um grupo técnico para o desenvolvimento de ações concretas no tema. A Primeira Conferência de Educação Interprofissional Saúde integra o Plano Nacional de EIP que a Udelar realiza.

Mais de cem pessoas participaram ativamente do evento, e para a Reitora Mercedes esse aspecto "demonstra um grande esforço para continuar construindo a EIP no Uruguai".

Representando o Espaço Interdisciplinar (EI) da Udelar, a Dra Ana Corbacho apresentou a experiência "interdisciplinaridade na Universidade da República". Dra. Corbacho abordou a diversidade de projetos como o Programa Interdisciplinar de Educação Superior (PROESI) para professores.

O painel intitulado "experiências de trabalho interprofissional no Uruguai", contou com a participação da Dra. Deborah Grivob representando o programa APEX, Dra. Mercedes Bernadá, representando a equipe da Unidade de Cuidados Paliativos Pediátricos do Centro Hospitalar Pereira Rossell e Silvia Crosa do Departamento de Enfermagem Comunitária em conjunto com a nutricionista Mariana Simonelli, representando o grupo de articulação interdisciplinar no Primeiro Nível de Atenção.

Na conferência houve diversas sessões que incluíram trabalhos sobre a EIP no Uruguai, oportunidades, experiências, projeção futura e preparação de propostas para utilização da abordagem conceitual e metodológica da EIP.

A organização do evento ficou a cargo da Faculdade de Enfermagem da Universidade da República, de seu Espaço Interdisciplinar, apoio de toda a área da saúde da universidade, da Organização Pan-Americana da Saúde OPAS / OMS e do Ministério de Saúde Pública.