Realizado o diagnóstico sobre Educação Interprofissional em Saúde na República Dominicana

Entre os dias 28 de fevereiro e 1º de março de 2019 o Ministério de Educação Superior, Ciência e Tecnologia (MESCYT) da República Dominicana, com o apoio da Organização Pan-Americana da Saúde / Organização Mundial da Saúde (OPAS / OMS), realizaram o 1º Encontro de Educação Interprofissional (EIP) em Saúde. O evento faz parte do conjunto de iniciativas do país para a implementação da EIP na política nacional de educação e saúde, de acordo com o plano apresentado à OPAS / OMS.

Os objetivos do encontro foram:

  1. Apresentar os aspectos conceituais e metodológicos da EIP, além de compartilhar experiências de outros países e propostas de implementação da EIP no ambiente universitário.
  2. Aplicar o instrumento: "Diagnóstico da situação e perspectivas de experiências em educação interprofissional em instituições de ensino superior com cursos de graduação em saúde na República Dominicana".

O evento contou com a presença do Dr. Rafael Gonzalez - Vice-Ministro do MESYCT, Dr. Bienvenido Peña - Diretor do programa de residências médicas do Ministério da Saúde Pública e Dra. Alma Morales -Representante da OPAS / OMS na República Dominicana, que destacaram a importância de implementar a EIP em resposta às necessidades de saúde do país e participar ativamente do movimento global de mudança na educação das profissões da saúde.

Sete das oito universidades convidadas, representadas por seus reitores e outros gestores acadêmicos, participaram dessa reunião. Aquelas universidades que apresentam ao menos dois cursos de graduação na área da saúde foram selecionadas para participar do evento, sendo: Universidade Central do Leste; Universidade Autônoma de Santo Domingo (UASD); Universidade Ibero-americana (UNIBE); Universidade Nacional Pedro Henríquez Ureña (UNPHU); Universidade Eugenio María de Hostos (UNIREMHOS); Universidade Tecnológica de Santiago (UTESA) e Pontifícia Universidade Católica(PUCMM).

O evento foi organizado pela Dra. Rosa Adelina Céspedes - Chefe do Departamento de Educação Médica do MESCYT e pelo Dr. Hernán Rodríguez - Assessor de Sistemas e Serviços de Saúde da OPAS / OMS de República Dominicana e contou com um painel de especialistas internacionais de EIP em Saúde ( Dr. José Rodrigues da OPAS / OMS - Washington / EUA, Dra. Eva Icarán da Espanha, Dra. Cláudia Brandão do Brasil e Dr. Eduardo Tobar do Chile), onde foram discutidos os seguintes tópicos:

  • A EIP como uma abordagem para responder às necessidades em saúde.
  • A EIP e a gestão das equipes de saúde.
  • Situação da EIP na Região das Américas.
  • Experiências de EIP no Chile, Brasil e Espanha, com propostas e sugestões para as instituições que apresentam interesse em implementar um plano de EIP.

Os Grupos de trabalho foram organizados para discutir aspectos estratégicos da EIP, por meio das seguintes questões:

  • Como a EIP pode ser implementada na República Dominicana?
  • Que atores são necessários para implementar a EIP na República Dominicana?
  • Quais são os benefícios da EIP para avançar em direção à Saúde Universal?

O instrumento de linha de base para identificar as experiências de EIP no Ensino Superior do país foi preenchido pelas universidades, sendo essa atividade um primeiro passo para conhecer a situação inicial da abordagem na República Dominicana, ademais como forma de estabelecer o compromisso para avançar na implementação de programas efetivos em EIP conforme realidade do país.

Durante os grupos de trabalho os participantes reconheceram que já existem iniciativas no âmbito universitário que se utilizam das bases metodológicas da EIP. Identificaram ainda espaços oportunos para futuras atividades pedagógicas para o desenvolvimento de habilidades interprofissionais, como trabalho colaborativo, comunicação interpessoal para uma prática de saúde mais colaborativa ou reconhecimento de papéis interprofissionais. O papel da educação continuada e permanente foi reconhecido como um aspecto importante a ser abordado para implementar a EIP.

O encontro foi muito positivamente avaliado por todos os participantes, que consideraram como um primeiro passo para o estabelecimento de uma futura Rede Nacional de EIP na República Dominicana, também sendo uma importante atividade realizada, conforme prevista no plano de ação de EIP do país proposto à OPAS/OMS em 2018.

Apresentações

Situación de la EIP en la Región de las Américas
  Dr. José Rodrigues Freire, Consultor en RHS en Salud OPS/OMS Washington
Programa de Educación Interprofesional en formación continuada
  Dra. Eva María Icarán Francisco, Vicedecana de la Facultad de Ciencias Biomédicas y de la Salud de la Universidad Europea de Madrid, España
Educación Interprofesional en Chile
  Dr. Eduardo Tobar, Director Académico, Facultad de Medicina, Universidad de Chile
Educación Interprofesional en Brasil
  Dra. Cláudia Brandão, Brasil
Instrumento Educación Interprofesional en República Dominicana
  Dra. Rosa Adelina Céspedes, Departamento de Educación Médica, Ministerio de Educación Superior, Ciencia y Tecnología (MESCYT) de República Dominicana