Peru estabelece programa para implementação da EIP

O Ministério da Saúde do Peru, por meio da Diretoria Geral de Pessoal de Saúde (DIGEP), em coordenação com a Organização Pan-Americana da Saúde / Organização Mundial da Saúde (OPAS / OMS) e o grupo de trabalho de Educação Interprofissional, realizou, no dia 06 de dezembro, o evento: Experiências Internacionais e Nacionais em Educação Interprofissional em Saúde (EIP).

O evento contou com diversos palestrantes e especialistas nacionais no tema da EIP, assim como representantes da Argentina, Brasil e Colômbia.

A atividade faz parte do plano de ação do país para a implementação da EIP, desenvolvido em conjunto com a OPAS / OMS em 2017.

A DIGEP, em conjunto com a Diretoria de Fortalecimento das Capacidades de Pessoal da Saúde - DIFOR, apresentou aspectos importantes da Política Nacional de Saúde Multissetorial do Peru, seu Modelo de Atenção Integral, e a necessidade de incorporar a EIP como estratégia para contribuir com a superação de problemas na formação de Recursos Humanos em Saúde no país.

A Dra. Norka Rocío Guillén Ponce, Diretora Geral de Pessoal de Saúde do Ministério da Saúde, durante sua conferência demonstrou os desafios e as perspectivas da EIP no Peru, reforçando a necessidade da estratégia, suas bases teóricas e metodológicas, com capacidade de desenvolver habilidades para trabalhar em equipe colabortaiva na dinâmica do trabalho em saúde.

Mesas redondas com experiências internacionais da Argentina, Colômbia e Brasil também fizeram parte do evento, além de experiências nacionais de formação interprofissional para cuidados de saúde da família e comunidade, construção de um currículo interprofissional, reforma curricular e formação interprofissional foram apresentadas pela Universidade Peruana Cayetano Heredia, Universidade Peruana de Ciências Aplicadas e Universidade Nacional de San Marcos.

A proposta para implementar a EIP no Peru

O roteiro de programa para a implementação dos processos de EIP no Peru foi estabelecido por meio da relatoria coordenada pelo Dr. Lizardo Huamán Angulo, que faz parte da equipe de trabalho do grupo de EIP no Peru - Equipe Técnica do DIFOR / DIGEP / MINSA e por Lily Cortez Yacila - Diretora Executiva da Diretoria de Capacitação do Pessoal de Saúde.

A proposta é trabalhar com a implementação da EIP com base nos regulamentos e normativas em Saúde e Educação estabelecidos no país, considerando as demandas da população, envolvendo instituições de ensino, instituições prestadoras de serviços de saúde, associações de faculdades, o Sistema Nacional de Avaliação, Acreditação e Certificação da Qualidade Educacional (SINEACE) e Superintendência Nacional de Ensino Superior (SUNEDU) do Peru, para avançar com a estrutura organizada de equipes interprofissionais na Atenção Primária à Saúde (APS) no país, com prestação de serviços por meio de equipe básica (médico, obstetra e enfermeiro), equipe de saúde ampliada (psicólogo, nutricionista, dentista etc.) e equipe de apoio especializada (especialistas em manchetes que apoiam de maneira itinerante) a partir da EIP e da prática colaborativa em saúde.