México faz o compromisso com a EIP

Vamos tornar realidade a máxima da OMS: "Aprender juntos a trabalhar juntos".

Com estas palavras, a Dra. Laura Morán Peña chefe da Divisão de Pós-Graduação e Pesquisa - ENEO, uma das organizadoras do II Congresso Interdisciplinar da Área de Saúde do México, finalizou a cerimônia de encerramento do evento.

Nos dias 4, 5 e 6 de junho de 2019, a Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM), por meio da Escola Nacional de Enfermagem e Obstetrícia (ENEO), realizou o II Congresso Interdisciplinar da Área da Saúde, que teve por objetivo promover um espaço de discussão ou debate científico interdisciplinar dos profissionais de saúde, a partir de uma perspectiva interdisciplinar com enfoque na Atenção Primária à Saúde (APS) e elaborar propostas que fundamentem políticas públicas que impactem na saúde da população.

O evento contou com 4 mesas magistrais, 7 mesas de discussão, 12 painéis e 53 trabalhos livres que permitiram conhecer diversas experiências de intervenção e investigação tendentes a resolver problemas da área da saúde.

Segundo Dra. Morán, o II Congresso do México ofereceu espaço para reflexão e debate científico interdisciplinar entre os profissionais da área da saúde, além de possibilitar a identificação de elementos que favoreceram a realização de um trabalho conjunto que deve ser movido pelo meio acadêmico, governamental e parceiros interessados, em um movimento de proatividade para melhorar as práticas colaborativas em saúde, para além do tribalismo profissional.

Reconhecendo a EIP

Ao dar boas-vindas durante o evento, a representante da OPAS, Dra. María Cecília Acuña Díaz, Assessora de Sistemas e Serviços de Saúde, reiterou que a interdisciplinaridade e a interprofissionalidade são fundamentais na temática da saúde, razão pela qual é urgente que os profissionais de saúde , e outros profissionais como antropólogos, sociólogos, geógrafos, assistentes sociais e filósofos  aprendam uns com os outros.

A Mestra Rosa Amarilis Zárate Grajales, diretora da ENEO, destacou que durante o evento muitos compromissos foram feitos. Particularmente para os diretores de escolas e faculdades de odontologia, psicologia, medicina e enfermagem, em conjunto com o Ministério da Saúde e a OPAS / OMS, que assumiram a responsabilidade para o próximo congresso dar ênfase à educação e ao trabalho interprofissional.

A ENEO é um centro colaborador da OPAS / OMS e foi recentemente redesignada. Em um de seus termos de referência foram incluídas atividades relacionadas à Educação Interprofissional (EIP), mencionou Rosa Amarilis, sendo esta como oportunidade para avançar a EIP no México.

No último dia do evento, o consultor regional de recursos humanos para a saúde da OPAS / OMS, Dr. José Rodrigues Freire Filho, fez uma apresentação sobre experiências bem sucedidas de EIP na área de APS. Dr. Freire mencionou o processo de cooperação técnica levado a cabo pela OPAS aos seus estados membros para incorporar a EIP às suas políticas de recursos humanos em saúde. "Atualmente, existem 19 países com planos EIP e, infelizmente, ainda não temos o México nesta lista. Portanto, nosso objetivo é cooperar tecnicamente com o México para formular um plano de EIP ". Os presentes comprometeram-se a criar um grupo de trabalho, que será coordenado pela OPAS México em conjunto com a Rede Regional de Educação Interprofissional das Américas (REIP) para a formulação do plano.

Um plano EIP no México

Dr. Freire discutiu sobre a histórica confusão conceitual dos termos interprofissionalidade, interdisciplinaridade, multiprofissionalidade e acredita que o México tem condições de desenvolver iniciativas de EIP como uma estratégia que pode apoiar a melhoria da atenção à saúde no país.

O próximo congresso

O próximo congresso interdisciplinar será organizado pela Escola de Psicologia da UNAM, nas datas de 02 a 04 de junho de 2020 com o tema - abordagens interdisciplinares e interprofissionais para promover comportamentos e estilos de vida saudáveis. Segundo o diretor Dr. Germán Palafox Palafox, a inclusão do termo "interprofissionais" ocorreu após se ouvir a importância do interprofissionalidade para os cuidados de saúde durante o II congresso. Para o país, pode ser um avanço iniciar a utilização do termo interprofissionalidade, além de praticar em suas iniciativas de formação e trabalho em saúde.

No próximo mês se iniciará a formulação do plano de EIP para o México.