Secretaria Executiva 2018-2019

2018-2019

Cláudia Brandão Gonçalves Silva

 

Representante do Brasil como membro da Secretaria Executiva da REIP e responsável pelo desenvolvimento da capacidade organizacional e estrutura da REIP. Ela também é responsável pela formalização do tema Educação Interprofissional em Práticas Colaborativas em Saúde na política nacional de saúde do Brasil a partir do ano de 2016. Gestora e pesquisadora sobre o tema da Educação em Saúde, Claudia tem uma contribuição valiosa para a implementação do EIP e PC na Região das Américas. Ela é uma das fundadoras da REIP e tem apoiado o desenvolvimento do tema em conjunto com a OPAS / OMS. É membro da Rede Brasileira de Educação e Trabalho Interprofissional em Saúde (ReBETIS), membro do Conselho Consultivo da revista Cadernos do Cuidado e pesquisadora das mais recentes iniciativas para a implementação do Plano Nacional de EIP no Brasil.

Eduardo Tobar

Representante de Chile como membro da Secretaria Executiva da REIP. Tobar é diretor acadêmico Faculdade de Medicina Universidade de Chile e coordenador de equipe de EIP. Líder na produção de pesquisas em IPE no Chile, com o desenvolvimento e avaliação de ensino e aprendizagem de currículo interprofissional. Representante da REIP em diversos eventos sobre o tema da EIP na Região das Américas.

 

 

Larisa Ivón Carrera

Representante da Argentina como membro da Secretaria Executiva do REIP. Carreira é professora na Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nacional do Litoral. Ela foi reitora da Universidade e trabalhou em ciências médicas e no desenvolvimento de estudos de pós-graduação e pesquisa sobre o IPE. Participou do Fórum Argentino de Faculdades de Medicina Pública e de iniciativas para o desenvolvimento do corpo docente do IPE. Carreira é uma das responsáveis pela criação de uma rede universitária de educação interprofissional, cujo objetivo principal é atuar em EIP nas universidades.

 

José Rodrigues Freire Filho

Membro fundador da REIP. José Rodrigues é pós doutorando da Universidade de São e representante da Região das Américas na Confederação Global de Educação Interprofesional e Prática Colaborativa (Interprofessional. Global). Doutor em ciências com pesquisa sobre Educação Interprofissional em Saúde pela Universidade de São Paulo – Brasil, apresenta função estratégica na condução da REIP, bem como no acompanhamento e monitoramento das ações para implementação da EIP & PC nos países da América Latina e Caribe, inclusive com investigações para avaliar o impacto que a abordagem apresenta na área de recursos humanos em saúde com potencial para melhorar o acesso universal à Saúde. Ele foi Consultor Internacional em Recursos Humanos em Saúde da Organização Pan-Americana de Saúde/Organização Mundial de Saúde (OPAS/OMS), consultor técnico do Departamento de Gestão da Educação na Saúde do Ministério da Saúde do Brasil, Apoiador Institucional da Diretoria de Desenvolvimento de Educação em Saúde do Ministério da Educação do Brasil.

 

Sílvia Cassiani

Assessora regional de Enfermagem e técnicos em saúde da Organização Pan-americana de Saúde / Organização Mundial de Saúde (OPAS/OMS). Cassiani é doutora em Enfermagem pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo – Brasil, foi diretora da mesma instituição, com mestrado, doutorado e pós-doutorado, ela é uma das protagonistas pela implementação do tema da Educação Interprofissional e Práticas Colaborativas na Região das Américas. Ela lançou o tema, como prioridade na área de recursos humanos em saúde, no ano de 2016, e desde então vem trabalhando de forma intensa para que a abordagem possa contribuir para a melhoria da qualidade da assistência à saúde.  Membro de Conselho Universitário no Brasil. Consultora ad-hoc da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo(FAPESP), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) do Brasil e com diversas experiência na área de Enfermagem, com ênfase no ensino de graduação de fundamentos de Enfermagem, Cassiani tem função estratégica na Educação e práticas colaborativas interprofissionais em saúde na Região das Américas.