Disponíveis as gravações da 4ª Reunião Regional de EIP das Américas

 

Durante os dias 23 e 30 de novembro de 2020 aconteceu a "4ª Reunião Técnica Regional de Educação Interprofissional das Américas" cujo tema foi “Sistemas de saúde resilientes para a colaboração na era da pandemia COVID-19: experiências na Região das Américas”.

O país anfitrião da reunião foi o Uruguai. O evento organizado conjuntamente pela Rede Regional de Educação Interprofissional das Américas (REIP) e Faculdade de Enfermagem da Universidade da República do Uruguai (UdelaR), contou com o patrocínio e apoio da Área de Saúde da referida Universidade.

Dadas as circunstâncias atuais, a reunião foi realizada virtualmente pela primeira vez (Plataforma Zoom e transmissão simultânea pelo YouTube) e as apresentações foram feitas de forma síncrona (transmissão por streaming através do Canal do YouTube da Faculdade de Enfermagem da Universidade da República (UdelaR) ou assíncrona para a qual alguns dos expositores gravaram as suas apresentações, as quais foram apresentadas de acordo com o programa do evento.

Como nas reuniões anteriores, foram convidados profissionais da Organização Pan-Americana da Saúde / Organização Mundial da Saúde (OPAS / OMS), autoridades dos ministérios da saúde e da educação, participantes de reuniões anteriores, membros da Rede Universitária de Educação Interprofissional das Américas (UNIRED- EIP), instituições de formação e de serviços de saúde dos países da Região das Américas.

O evento contou com muitas participações, podendo verificar mais de mil visualizações nos dois dias de evento.

RESULTADOS

1º DIA DA REUNIÃO

Participaram da sessão de boas-vindas autoridades e representantes de diferentes organizações como OPAS / Uruguai, Ministério da Saúde do Uruguai, Universidade da República do Uruguai, representante da OPAS / Washington, presidente da Confederação Global da EIP e PC, presidente da 10ª  Conferência Internacional da EIP e PC e representante da REIP.

Aqui você pode ver o vídeo de boas-vindas da presidente da confederação Global EIP e PC - Johanna Dahlberg

Aqui você pode assistir ao vídeo de boas-vindas da Presidente da 10ª Conferência Internacional de EIP e PC - Alla El-Awaisi

As saudações foram muito auspiciosas para o evento e foram feitas com uma apresentação síncrona de alguns participantes e uma apresentação de vídeo com legendas em espanhol por outros participantes.

A conferência central do evento foi realizada por José Francisco García Gutiérrez, (OPAS / Washington), coordenada por Wilson Benia (OPAS / Uruguai), que argumentou, entre outros aspectos, que esta pandemia tem funcionado como uma oportunidade que está “permitindo o desenvolvimento da criatividade, flexibilidade e assertividade” na educação em todos os seus espaços (da formação inicial às universidades).

O Painel: Políticas públicas governamentais - Academia / instituições formadoras - O impacto da pandemia para a formação e trabalho interprofissional - Conformando Redes Nacionais de EIP: a experiência da UNIRED-EIP na era da pandemia COVID-19 contou com a participação de Giovanni Escalante ( OPAS / OMS Uruguai), que falou sobre a mudança de paradigma rumo ao conceito de saúde e bem-estar, enfatizando a necessidade de proteger a saúde, visto que os pacientes que tiveram maior gravidade na evolução do COVID -19 apresentaram patologias associadas ao estilo de vida ligada às doenças crônicas. Ele considerou que a EIP e a PC são estratégias que ajudarão a enfrentar as dificuldades que surgiram nesta crise de saúde. Mónica Espinosa (UNIRED-EIP) apresentou a experiência e atividades da UNIRED-EIP, instituída há algum tempo em coordenação com a REIP. A UNIRED-EIP desenvolveu um Programa de estágios interprofissionais e internacionalização curricular da EIP a partir dos casos da pandemia de COVID-19, além de analisar experiências relacionadas a populações vulneráveis. A UNIRED-EIP reiterou que suas experiências devem ser estendidas a outros países e à formação de pós-graduação. Em terceiro lugar participou Dr. Rafael Radi (Coordenador do Grupo Assessor de Cientistas Honorários da Presidência da República do Uruguai), que apresentou algumas lições aprendidas durante a pandemia.

2ª  dIA DA REUNIÃO

Neste dia foram realizadas diversas atividades: conferências, dois painéis e sessão coordenada pelos membros da REIP.

A Conferência “Orientações para propostas de EIP nos países da região das Américas com a pandemia COVID19: começando a planejar o novo”, foi realizada por meio de vídeos previamente gravados, nos quais todos os participantes responderam a premissa indicada pela organização do encontro. Nela participaram quatro das principais referências do EIP a nível internacional: Hugh Barr, John Gilbert, Hossein Khalili e Barbara Brandt.

Durante suas apresentações, cada um deles abordaram os seguintes temas:

Hugh Barr: ressaltou a importância de que "podemos aprender uns com os outros na família interprofissional". Considerou que existe um desafio dado pela pandemia que não conhece fronteiras entre profissões, o que gera oportunidades de colaboração sem precedentes, e que disso depende nossa própria sobrevivência.

Em sua conferência, expressou que “a pandemia tem gerado um coquetel de problemas que requerem colaboração, onde a EIP pode contribuir”, mencionando diversas áreas em que a estratégia educacional poderia contribuir, informando, aconselhando, sem medo que a inclusão de outras profissões se dilua .

Visualize aqui o vídeo da Conferência de Hugh Barr:

John Gilbert afirmou que há algo que denominou de "dial da aprendizagem" que está em movimento, redefinindo o papel do educador, causando enormes problemas aos professores. Ele acredita que à medida que o aprendizado e o desenvolvimento dessas habilidades interprofissionais exigidas pela pandemia progridem, há dois componentes a serem destacados: o primeiro é a resiliência, muito mais necessária agora do que quando ensinávamos da maneira tradicional; a segunda é a capacidade de se adaptar (quase diariamente) às mudanças que ocorrem para ver que algo não está funcionando bem em nosso ensino ou que há algo novo na tecnologia.

Assista aqui o video de Gilbert:

Barbara Brandt, em conjunto com Christine Arenson, consideraram que apesar da tragédia, sabendo que poderia ter sido diferente, há uma esperança incrível para o futuro papel da EIP para a saúde e o sistema educacional, porque o que as equipes locais estão fazendo é incrível. Um trabalho difícil que precisa de apoio, mas existem aspectos positivos em longo prazo que emergem apesar das dificuldades, porque o trabalho feito anteriormente na EIP continua a ter uma liderança verdadeira, é um fator crítico de sucesso e o ensino superior está respondendo com inovação.

Visualize aqui o vídeo de Barbara Brandt com Christine Arenson:

Hossein Khalili, apresentou sua conferência intitulada “Guia para estabelecer propostas de EIP nos países da região das Américas com COVID19: planejando o novo”, falou sobre os desafios da Interprofissionalidade & Prática Colaborativa (IP&PC), oportunidades interprofissionais durante a pandemia e também sobre pesquisa interprofissional e contextos globais de investigação interprofissional.

Assista aqui o vídeo de Hossein Khalili:

Outra sessão do evento foi sobre a experiência do Brasil com seu plano de EIP: avanços no tema e sua importância para a política nacional de recursos humanos em saúde, que contou com a participação da representação da OPAS / Brasil - Mónica Padilla, da Rede Internacional de Educação de Técnicos em Saúde (RETS) - Helifrancis Condé Groppo Ruela e a representante da REIP - Cláudia Brandão.

O painel: O uso de tecnologias para o avanço do cuidado interprofissional; saúde mental e as contribuições do trabalho interprofissional na era da pandemia e equipes interprofissionais em APS e terapia intensiva: experiências em ambos os contextos contou com a participação de representante da Escola Nacional de Enfermagem ENEO / UNAM - México, do Ministério de Saúde Pública do Peru e representante da REIP do Chile.

Os avanços e desafios dos países da região das Américas em suas experiências de EIP

Argentina, Brasil, Colômbia, Costa Rica, Honduras, Peru e Uruguai, Guiana, Panamá,  Suriname apresentaram suas experiências no desenvolvimento de EIP nos últimos dois anos..

Visualize aqui o vídeo sobre a experiência de Suriname:

Assista aquí o video sobre a experiência da Guiana:

Planejando o futuro da REIP na era da pandemia COVID-19

Na sessão de encerramento do evento, a representante da REIP e UNIRED-EIP da Colômbia - Piedad Serpa - apresentou a situação do Plano Bienal de Trabalho da REIP 2018-2019, que foi possível cumprir sete dos dez objetivos.